Compensação Ambiental e Projeto de Reflorestamento na Restauração Ecológica

11/12/2023 • Atualizado em

Reflorestamento e a Restauração Florestal 

Atualmente há dois tipos de reflorestamento: o reflorestamento comercial para fins de produção de madeira e celulose, como por exemplo, plantações de pinus e eucaliptos; E o reflorestamento através da Restauração Florestal, em que a partir de plantios e outros métodos auxiliam a reestabelecer o ecossistema florestal para uma área degradada evoluir novamente para uma floresta nativa.  

Essas iniciativas visam equilibrar os ecossistemas, preservar a biodiversidade e suavizar os impactos das mudanças climáticas. Eles podem ser realizados por organizações governamentais, grupos não governamentais, empresas e comunidades locais, dependendo das necessidades e objetivos específicos.
 

A Compensação Ambiental 

A restauração florestal/reflorestamento é utilizada muitas vezes como método para compensar áreas que foram degradadas devido a atividades humanas ou eventos naturais. Neste contexto muito se confunde entre a Compensação e a Restauração/Reflorestamento, pois são conceitos relacionados, mas diferentes. 

Restauração Florestal 
Ação que promove a reconstrução gradual da floresta, resgatando sua biodiversidade, função ecológica e sustentabilidade ao longo do tempo, através de diversos métodos, como o plantio de nativas, semeadura direta, indução da regeneração natural, entre outros. 

Compensação Ambiental 
Gerada em consequência de um impacto ou degradação causada pela atividade humana. Quando uma árvore é cortada, por exemplo, a compensação é acionada como uma obrigação de reparação, ou seja, será necessário plantar novas árvores próximas ao local afetado. Este processo não é apenas uma resposta moral, mas sim algo regulamentado por legislações ambientais e vinculada ao licenciamento ambiental, autorizações ambientais, regularização ambiental, termos de compromisso ambiental (TCRA) nas diferentes esferas dos órgãos ambientais, tais como, Prefeitura, CETESB e IBAMA.  


Projeto de Compensação, Reflorestamento e Restauração Florestal 

Realizar uma restauração florestal, seja por conta de compensação ambiental, reconstrução da reserva legal, recuperação de área de preservação permanente, regularização ambiental, ações sustentáveis e ecológicas, entre outros, não é uma tarefa tão simples. É necessário que um profissional habilitado avalie o local a ser restaurado e verifique os melhores métodos e ações a serem realizadas para que esta restauração tenha sucesso. E a partir daí o profissional elaborará o projeto de restauração/reflorestamento. 

O projeto de Compensação, Restauração ou Reflorestamento é como um projeto de uma casa; nele se desenha o caminho para realizar a restauração e conta com todas as informações e indicações importantes para a sua correta execução. A seleção cuidadosa das espécies, formato de plantio e priorização de áreas são elementos-chave desse plano, transformando intenções em ações tangíveis. 

Por direcionar todas as ações e ainda ser a base da restauração, este documento é muito importante tanto para a o sucesso da restauração florestal quanto para os órgãos ambientais. Um projeto de restauração bem feito, elaborado por profissionais competentes, reflete no resultado e velocidade da restauração florestal, ou seja, requer menos intervenções até a floresta se manter sozinha, gerando menos custos para o compromissado e impactando positivamente de forma ecológica e econômica os envolvidos. 

Execução da Restauração Florestal 

A execução do projeto de restauração geralmente compreende o plantio de mudas nativas, as manutenções, o monitoramento e o acompanhamento da evolução do plantio.  

Na fase de manutenção são adotadas práticas sustentáveis que vão além do simples cuidado das árvores recém-plantadas. Monitoramento constante, controle de pragas equilibrado e técnicas de irrigação sustentáveis não são apenas medidas de preservação, mas garantem o florescimento de um ecossistema resiliente ao longo do tempo. 

Dentro desse processo de acompanhamento e supervisão realizado pela Geoblue, elaboramos um Relatório de Manutenção detalhando o progresso do plantio, a saúde das mudas e o registro do que foi realizado. Este relatório não apenas documenta a jornada, mas também fornece dados valiosos para futuras iniciativas e fazem parte dos documentos obrigatórios para o cumprimento dos termos de compromisso ambiental (TCA/TCRA) com os órgãos reguladores. 

Conforme as mudas e o ecossistema irão crescendo, podemos suspender as intervenções e deixar que a nova floresta se mantenha e evolua sozinha, promovendo também a finalização dos termos de compromisso firmados com os órgãos. 

Ao elaborar esses projetos de restauração e acompanhar toda a sua execução, a Geoblue demonstra um compromisso firme com a proteção dos ecossistemas e a promoção de práticas sustentáveis em seus projetos ambientais. 

Cada projeto não é apenas uma ação, mas um legado de sustentabilidade e preservação. Ao liderar projetos de reflorestamento, nós vamos além do plantio de árvores, mas estamos construindo uma narrativa de esperança para um futuro mais verde e resiliente.  

Preencha o formulário abaixo e um especialista irá retornar o seu contato.